Motociclista morre ao tentar ultrapassar veículo e colidir com carro em Praia Grande, SP | Santos e Região
4 de julho de 2020
Novo Quebra-Mar promete oferecer mais atrações a turistas e moradores de Santos | Santos e Região
6 de julho de 2020

Colmeia é retirada por Grupamento Ambiental após ataques de abelhas em Guarujá, SP | Santos e Região

[ad_1]

O Grupamento de Defesa Ambiental (GDA) de Guarujá, no litoral de São Paulo, fez a retirada de uma colmeia responsável por diversos ataques de abelhas no distrito de Vicente de Carvalho. A retirada aconteceu na noite desta sexta-feira (3), após três incidentes envolvendo os insetos.

A colmeia ficava localizada na Avenida Thiago Ferreira, onde os ataques aconteciam. A Prefeitura de Guarujá informou que, para fazer a retirada da colmeia, foi necessário o apoio da concessionária de energia elétrica para desligar a rede de alta tensão, e também do auxílio do caminhão cesto da prefeitura, já que ela estava anexada à uma luminária.

Anteriormente a administração municipal havia informado ao G1 que finalizou o planejamento para a retirada segura da colmeia na segunda-feira (29). Entretanto, por conta da forte ventania que atingiu a região, eles precisaram aguardar a estabilização do clima, a fim de evitar que os insetos fiquem agitados, colocando ainda mais em risco a população e os profissionais.

Após a retirada, os insetos foram encaminhados até a área de mata na Estrada de Santa Cruz dos Navegantes, onde foram soltos pelas equipes do grupamento.

Colmeia causou transtornos na região de Vicente de Carvalho, em Guarujá (SP) — Foto: Divulgação/ Prefeitura de Guarujá

Moradores de Guarujá relataram momentos de pânico durante os ataques de abelhas na região de Vicente de Carvalho. O G1 conversou com pedestres que relataram ataques que aconteceram nos dias 26 e 30 de junho, e também na última quarta-feira (1º).

A população registrou o momento dos ataques, e nas imagens era possível ver as vítimas se debatendo e correndo, para tentar fugir das abelhas. No primeiro, que ocorreu no dia 26 de junho, a dona de uma banca, Elizabeth Nituru Emiki, de 62 anos, precisou ser socorrida para uma unidade de saúde após levar dez ferroadas.

Pedestres são atacados pelas abelhas ao passar pela região. — Foto: Reprodução

No dia 30, objetos pessoais como sapatos e óculos foram deixados para trás na tentativa de fuga. A situação gerou problemas, não só para populares, como para comerciantes que precisaram fechar as portas por conta dos ataques constantes.

O último incidente relatado foi de um idoso de 89 anos que levou mais de cem picadas de abelhas durante o ataque no dia 1º. Ele precisou ir até uma unidade de saúde onde foio medicado, mas por ter Alzheimer, ficou mais agitado nos últimos dias.

Idoso foi picado em várias partes do corpo e precisou ser socorrido para uma unidade de saúde — Foto: Arquivo pessoal

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *